Total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Parte Cento e Vinte Quatro: O Som Do Silencio


INT.Escola-Banheiro-Dia

Sara esta limpando seu ferimento, quando Tamires entra no banheiro.

Tamires
Desculpa, não sabia que tinha alguém aqui.

Sara
Tudo bem fique a vontade.

Tamires
Seu nome é Sara, não é?

Sara
E o seu é Tamires.

Tamires
Isso.

Sara
Eu ouvi o Mauro falar o seu nome.

Tamires
Você quer ajuda?

Sara
Não.

Tamires
Deve esta doendo.

Sara
Só fui me lembrar que estava ferida hoje acho que por causa da adrenalina eu não estava sentindo dor.

Tamires
Por que você não fala para o medico da uma olhada.

Sara
Foi superficial eu posso dar um jeito.

Tamires
Você parece ser uma garota durona.

Sara sorri.

Sara
Você também.

Tamires
Não, meus pais ainda estariam vivos se eu fosse ou pelo menos eu teria matado aquele desgraçado ao invés disso eu vaguei em choque ate ser resgatada pela Laura e a Alicia.

Sara
Sei como é minha mãe foi mordida por minha causa e se não fosse pelo Matias eu já estaria morta.

Tamires
Seu irmão parece um cara legal.

Sara
Ele é o melhor.

Tamires
O Mauro comentou que se não fosse por você não teriam vencido.

Sara
Ele esta exagerando.

Tamires
Ele não parece do tipo que exagera.

Sara
Ele me ensinou a atirar com o rifle ele fez todo mundo pensar que ele foi embora quando na verdade ele tinha ido atrás de vocês.

Tamires
Ele é um homem difícil de prever.

Sara
Não, ele só finge que não se importa mais ele daria a vida por qualquer um de nós.

Tamires
Você conhece ele a mais tempo do que eu.

Sara coloca um esparadrapo no ferimento.

Sara
Como vocês se conheceram.

Tamires
A Laura atirou nele e nós fizemos ele e seu irmão reféns.


Sara
Esta ai uma coisa difícil de acreditar.

Tamires
Eu juro que estou dizendo a verdade, eles estavam indo para o hospital por que o louco do circo feriu um dos seus.

Sara
Igor, ele esta morto.

Tamires
Espero que esteja queimando no inferno.

Sara
Provavelmente, e provavelmente eu vou pra lá também por ter matado tantas pessoas.

Tamires
Matamos para nos defender.

Sara
Talvez eles também.

Tamires
Claro que não! Eles eram canibais.

Sara
Talvez um dia nós também.

Tamires
Eu nunca vou devorar uma pessoa.

Sara esta de cabeça baixa.

Sara
Eu sempre disse que nunca mataria uma pessoa mesmo com tudo isso acontecendo eu sempre disse pra mim mesma que nunca mataria alguém... No fim das contas eu não tive escolha atualmente acho que sou capaz de fazer qualquer coisa para sobreviver.

Tamires fica olhando para Sara.

Tamires
Qualquer coisa?

Sara
Já perdemos pessoas de mais... Tudo mudou não podemos viver no passado.



Tamires
Nunca me imaginei morando em uma escola ou numa casa escondida no meio do mato... Sabe o que me faz levantar da cama todos os dias?

Sara
O Que?

Tamires
Esperança que as coisas voltem a ser como antes, Sem medo de sair na rua e ser devorada por zumbis ou pessoas...Ter uma vida.

Sara
Nunca teremos nossas vidas de volta aquele mundo acabou, as regras acabaram... Ou mudamos ou morremos.

Tamires não sabe o que dizer, Sara caminha ate a porta.

Sara
Espero não ter deprimido você.

Sara sai.

INT.Escola-Sala 204-Dia

Gabriel esta cochilando na cadeira, Karine esta brincando com Caroline, Alicia entra.

Alicia
Oi!

Gabriel acorda.

Gabriel
O que houve?

Alicia
Nada eu estava vigiando, não tinha nada além de dois zumbis acho que eles foram atraídos pelos tiros de ontem.

Gabriel
Ainda bem que foram só dois.

Alicia
Como eles estão?

Gabriel
Acho que vão sobreviver... Eu nem olhei o seu braço me desculpe.


Alicia
Estou bem a garota estranha deu um jeito no ferimento.

Gabriel
A Sara?

Alicia
Essa ai também é estranha mais estava me referindo a mais velha acho que é Letícia.

Gabriel
Realmente a uma nuvem de mistério envolvendo a Letícia.

Alicia puxa uma cadeira e senta, ela olha para Karine brincando com Caroline.

Alicia
Você acha que essas meninas vão chegar a vida adulta?

Gabriel
No que depender de mim sim.

Alicia
As coisas não acontecem de acordo com a nossa vontade, se acontecesse eu não estaria aqui.

Gabriel
É verdade eu gostaria de esta com a minha esposa agora, que a Maria estivesse com a filha no colo, que o Matias e a Sara estivessem com os pais, que você estivesse com sua família, mas isso é tudo o que nos restou essa é a nossa família.

Alicia
Minha família é a Tamires e a Laura, eu morreria por elas.

Gabriel
Vocês sobreviveram muito tempo..

Alicia
Acho que se não fosse pela Laura, eu e a Tamires já estaríamos mortas.

Gabriel
Acho que ela esta tentada a ficar com o nosso grupo.

Alicia
Ela sempre tenta tomar a melhor decisão e ate agora as decisões dela nos manteve vivas então sim eu acho que ela vai ficar com o seu grupo por que ela acha que isso vai nos proteger... Mais pelo pouco que eu vi vocês são um imã para atrair encrenca.

Gabriel sorri timidamente.


Gabriel
Não posso dizer que você esteja errada já passamos por algumas coisas... Coisas que outros pessoas não conseguiriam passar.

Alicia
E perderam alguns pelo caminho por que ao invés de se esconder vocês preferem encararm de frente provavelmente culpa do Mauro, não tem vergonha alguma em fugir de uma luta que você não pode ganhar.

Gabriel
Nem sempre se pode fugir aquele louco deu uma opção entregar o Felipe, mas pra gente isso não era uma opção quando ele chegou aos portões ele autorizou que todos com exceção do Matias, Sara e Felipe saíssem.

Alicia
E por que não saíram?

Gabriel
Você mesmo acabou de dizer que morreria pelas suas amigas eu não estaria aqui se não fossem o Mauro... O Matias... A Letícia... O Marcos, não se da as costas a família.

Alicia fica em silencio por alguns segundos depois se levanta.

Alicia
Eu vim aqui procurando pela Tamires você a viu?

Gabriel
Não, esta precisando de alguma coisa?

Alicia
É a vez dela ficar de vigia.

Gabriel
Se ela passar por aqui eu aviso.

Alicia
Devia tentar voltar a dormir doutor.

Gabriel
Vou tentar.

INT.Escola-Banheiro-Dia

Sara esta se olhando no espelho, a uma tesoura na pia, ela passa as mãos pelas pontas do cabelo pega a tesoura e começa a cortar o cabelo, tufos de cabelo caem no chão.



INT.Escola-Corredor-Dia

Alice encontra Tamires saindo de uma sala.

Alicia
Finalmente te encontrei.

Tamires
O que houve?

Alicia
Como assim o que houve? é sua vez de ficar de vigia.

Tamires
Estava conversando com a Sara.

Alicia
Tudo bem agora vá assumir o seu posto.

Tamires
Eu já vou só preciso falar com a Sara.

Alicia
Você já estava falando com ela o que mais você pode ter pra falar com ela?

Tamires
Acho que ela esta muito deprimida com tudo que aconteceu.

Alicia
E quem não esta? Você por acaso esta feliz? Eu não estou.

Tamires
Ela tem onze anos com certeza é mais difícil pra ela lidar com isso.

Alicia
Certo vamos falar com a senhorita deprimida do jeito que ela é louca pode acabar matado todos nós.

Tamires
Ela não é louca não diga isso perto dela.

Alicia
Não se preocupe não quero que ela me mate.

INT.Escola-Banheiro-Dia

A bastante cabelo no chão, Tamires e Alicia entram e se surpreendem ao ver Sara com o cabelo cortado bem baixinho.

Alicia
O que você estava dizendo?

Sara
Ficou bom?

Tamires
Ficou combina com o seu rosto.

Sara
Minha mãe teria um ataque se visse o meu cabelo assim.

Sara(para Alicia)
Você gostou?

Alicia
Não, ficava melhor cumprido.

Tamires
Alicia! Você esta bonita Sara.

Alicia
Eu não disse nada de mais só que do outro jeito ficava melhor assim fica quase um menino.

Sara
Eu não pareço um menino.

Alicia
Eu disse quase.

Tamires
Sara, se você precisar conversar eu estou aqui não importa a hora eu sei como é difícil matar pela primeira vez conversar ajuda.

Sara
Nós conversamos sobre isso... Eu estou bem você não precisa se preocupar comigo.

Alicia
Ouviu ela vamos que eu deixei minha arma lá em cima.

Alicia e Tamires saem Sara passa a mão na cabeça.

INT.Escola-Corredor-Dia

Tamires e Alicia estão caminhando.


Alicia
Aquela menina me assusta.

Tamires
Você tem problemas Alicia ela é uma menina muito doce que viu o inferno principalmente nos últimos dias.

Alicia
Só se for um doce tipo o Chucky ela tem o que dez anos? E matou mais pessoas do que a gente.

Tamires
Acho que é onze e Ela estava defendendo a escola e ter matado aquelas pessoas a deixou chateada.

Alicia(Irônica)
Claro que ficou... aposto que ela adorou e provavelmente é filha do Mauro.

Tamires
Ela não é filha do Mauro.

Alicia
Quem garante? Eu não boto minha mão no fogo.

EXT.Escola-Terraço-Dia

Elas chegam ao terraço e imediatamente escuta barulho do que parece ser um ônibus, elas correm ate o para-peito e veem dois ônibus parando em frente ao portão.

Alicia
Só pode ser brincadeira.

Tamires
O que vamos fazer?

Alicia
Por que esta perguntando pra mim?

Tamires
A Laura não esta aqui então você esta na liderança.

Alicia
Você nunca concorda comigo agora que estamos com problemas você quer que eu lidere? Muito conveniente.

Tamires
Precisamos avisar os outros.

Alicia
Ok Avisa a tiffany pra ficar na janela eu vou buscar o doutor.

Tamires
Quem é tiffany?

Alicia
Sara a noiva do Chucky.

Tamires
Péssima Hora Alicia! Péssima hora!

Elas saem correndo.

INT.Escola-Sala 204-Dia

Alicia entra apressada.

Gabriel
O que houve?

Alicia
Dois Ônibus estão parados ai em frente.

Gabriel leva as mãos a cabeça.

Gabriel
Eu preciso de uma pausa... Se eu sobreviver a isso eu vou precisar de uma pausa.

Alicia
Eu também agora me diz o que vamos fazer.

Gabriel
Pega as armas de longo alcance eu vou falar com eles... Se eles me matarem mate quantos vocês conseguirem e fuja com as crianças.

Karine olha apreensiva.

INT.Caminhão-Dia

Mauro olha para Letícia.

Mauro
Vamos descobrir se você esta certa.

Letícia
Tenham suas armas em mãos por via das duvidas.


Mauro
Você é quem manda.

EXT.Rua-Dia

Letícia desce do caminhão ela esta com sua pistola na cintura, Mauro e Laura descem ele esta com sua metralhadora e Laura segurando duas pistolas.

Laura
Isso não parece bom.

Mauro
Silencio demais.

Laura
Eles podem ter um sniper escondido.

Letícia
Eles teriam levado se tivessem um.

Laura
Tem razão.

Letícia
Vou ate o portão me deem cobertura.

Letícia caminha ate o portão.

Laura
Ela é corajosa.

Mauro
Entre outras coisas.

Laura
Vocês dois já...

Mauro
Não!

Laura
Por acaso você não estaria com um mal pressentimento em relação a isso, estaria?

Mauro
Pra falar a verdade estou sim.

Laura
Droga!

Letícia chega ate o portão e bate três vezes no portão de metal e espera por uma resposta.

Letícia
Olá!

Ela bate outra vez no portão.

Letícia
Não me obriguem a derrubar o portão.

Laura
Com certeza agora eles vão se sentir mais a vontade para abrir o portão.

Mauro
Entra no caminhão Laura.

Laura
Por quê?

Mauro
Faz o que estou mandando.

Laura
Ok!

Laura abre a porta do caminhão e entra, Mauro caminha ate o portão e para ao lado de Letícia.

Letícia
Acho que eles não vão abrir.

Mauro
Acho que eles não estão ai.

Letícia
Como assim.

Mauro
No prédio atrás da gente eu vi uma mulher e uma criança.

Letícia olha para o prédio.

Letícia
Não vejo nada.

Mauro
Pode acreditar eles estavam ali a um minuto atrás.

Letícia
O que você sugere?

Mauro
Vamos falar com eles ai decidimos se arrombamos esse portão ou não.

Letícia
O que você acha que houve?

Mauro começa a voltar em direção ao caminhão, Letícia vai atrás dele.

Mauro
Acho que algo fez com que eles fugissem.

Letícia
Zumbis?

Mauro
Com esses muros? Zumbis não seria um problema.

Mauro abre a porta do caminhão.

Mauro
Nós vamos entrar naquele prédio, fique aqui Laura.

Laura
Nem pensar é assim que as pessoas morrem.

Letícia
Eu fico.

Mauro
Eu prefiro que você venha comigo.

Letícia
Você esta com medo?

Mauro
Não estou com medo, mas estou sentindo uma coisa que eu não sentia desde que tinha dez anos.

Laura
O que?

Mauro
Um frio na espinha.

Letícia
Vamos resolver logo isso.

Mauro
Vamos.

Eles caminham ate o prédio e entram.

NT.Prédio-Escadas-Dia

Mauro, Letícia e Laura estão subindo as escadas.

Laura
Tem certeza que viu alguém aqui?

Mauro
Sim!

Letícia
Falem baixo, ou vão nos ouvir.

Mauro
Nós viram lá embaixo provavelmente não estão armados ou já teriam atirado na gente.

Letícia
Talvez tenham pouca munição e estão esperando a gente chegar bem perto.

Mauro
Só vi uma mulher e uma criança acho que podemos dar conta.

Laura
Não menospreze as capacidades de uma mulher e uma criança pelo que eu ouvi a Letícia é mais letal que você e aquela menina Sara matou mais pessoas do que eu.

Mauro
Vamos torcer que elas não sejam iguais a Letícia e a Sara.

Eles chegam em frente a uma porta.

Letícia
Acredito que seja esse o apartamento.

Mauro engatilha a arma e abre a porta.



INT.Prédio-Apartamento-Sala-Dia

A Sala praticamente sem iluminação exceto pela claridade que entra pelas janelas, em frente a uma janela esta uma garotinha olhando para a rua, Letícia e Laura também estão com as armas em punhos.

Laura
Menina!

A garota olha na direção deles eles escutam o barulho da corrente presa no pescoço dela, a garota emite um grunhido ela é uma zumbi e parece doente.

Laura
É uma zumbi.

Letícia
Por que ela não ataca?

Laura
Parece que esta doente.

Letícia
Eu já vi uma assim.

Mauro
Como eu disse Laura parecem zumbis haitianos.

Mauro pega sua faca.

Laura
O que você vai fazer?

Mauro caminha ate a garotinha;

Mauro
O que você acha?

Um tiro é disparado Mauro vai ao chão uma mulher nas sombras esta apontando a arma na direção de Letícia e Laura.

Mulher
Fiquem longe dela.

Letícia
Mauro você esta bem?

Laura
Larga a sua arma e reza pra que a gente não mate você.

Mulher
Já passei por muita coisa pra ficar com medo de vocês.

Letícia
Eu vou contar ate três se você não abaixar a arma eu vou colocar uma bala no meio da sua testa.

Mulher
Você nem consegue ver onde esta a minha a testa.

Letícia
Eu sei onde esta a sua boca pra mim é o suficiente pra acertar a sua testa.

Laura
Acredite ela acerta.

Letícia
Um...

Mauro começa a se levantar.

Letícia
Dois...

A garotinha zumbi começa a se agitar e olha para Letícia.

Letícia
Três...

Garotinha
Não...Não...Não...

Letícia e Laura abaixam as armas chocadas.

Laura
Ela falou...Ela falou.

A mulher sai das sombras com as mãos levantadas vemos que a pessoa é Juliana.

Juliana
Como eu disse fiquem longe dela.



Nem Tinha reparado que fazia tanto tempo que eu não colocava um capitulo novo eu precisava refazer a parte que a Sara corta o cabelo mais estava com preguiça sobre o capitulo não tiram conclusões precipitadas e a próxima vez que tiver um capitulo novo vão ser dois de uma vez e vai ser no dia que lançarem ventos do Inverno to brincando talvez saia antes ou depois.

5 comentários:

  1. aooo, ele voltou..kkkk, não abnadone a gente assim...kkkk

    ResponderExcluir
  2. Não acredito que ainda escreve Filhos do Apocalipse, lembro quando você privou só pra algumas pessoas pra ler, e não fui uma dessas pessoas, isso por meados de 2011, e nunca mais nem lembrava de você! Bora por a leitura em dia então!

    ResponderExcluir
  3. Que saudade!!!! Como sempre, me fez devorar o capítulo. Que final sensacional.

    Fazia muito tempo que eu não entrava, mas sabia exatamente como seria a sensação de ler mais uma parte da sua obra.

    Um grande abraço,
    Estela

    ResponderExcluir
  4. Nossa fazia tanto tempo que eu não voltava mais aqui, toda vez que eu entrava no site não tinha capítulos novos, mas estou feliz que tinha pelo menos mais um né, como sempre foi um ótimo capítulo, eu tinha até me esquecido desse blog, e por favor não se esqueça de escrever, por mais que demore mas valerá a pena :), até o próximo capítulo né kkkk.

    ResponderExcluir